Agente educador: concurso na agenda do novo secretário

Agente educador: concurso na agenda do novo secretário

Fonte: (Folha Dirigida)
O novo secretário de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin, já está ciente da necessidade de novos agentes educadores nas escolas da cidade.
Segundo a representante da 7ª Coordenadoria Regional de Educação do Rio (CRE), a agente educadora Ayla Paiva, houve uma reunião no início desse mês, na Câmara dos Vereadores, entre todas as categorias da Educação e o secretário. Nesse encontro foi exposta a atual situação da categoria.
A abertura do concurso estava programada para o ano passado, mas foi adiada até que a questão referente à mudança do nível de escolaridade do cargo fosse resolvida.

Saiba o que o secretário disse

 

Atualmente, para ingressar na carreira é necessário o nível fundamental, mas estava em discussão a alteração para formação técnica em técnico de apoio escolar, por meio de um anteprojeto de lei do vereador Paulo Messina (Pros), atual líder do governo do prefeito Marcelo Crivella na Câmara do Rio.
Segundo Ayla, o secretário se mostrou sensibilizado com a causa. “Há escolas com um agente para 500 crianças. O secretário disse que a SME vai fazer um levantamento do déficit de pessoal por CRE e ver se há orçamento disponível para esse concurso, pois quanto maior o nível acadêmico, mais isso impacta nas finanças da prefeitura, em quase R$5 milhões a mais por ano. Ele disse que após o Carnaval nos dará um retorno”.
A agente educadora disse também que já há uma resposta do Poder Executivo quanto ao anteprojeto de lei encaminhado ao Governo do Rio, propondo essa mudança. “Eles reconheceram a importância da troca da escolaridade, porém disseram que ainda não há um curso específico para essa alteração”, revelou. Estavam em pauta 110 vagas para a função.