Escolas contempladas com recursos do Novo Mais Educação terão até 30 de junho para realizar os cadastros no sistema

Todas as escolas contempladas com os recursos do Novo Mais Educação terão até o dia 30 de junho para cadastrar os mediadores, facilitadores, estudantes e turmas no sistema de monitoramento e acompanhamento do programa e fazer as alterações necessárias. Após essa data, o sistema permanecerá aberto para os registros necessários, tendo em vista o monitoramento do Programa.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as escolas que não preencherem os dados no sistema, até 30 de junho, poderão ficar inabilitadas para o recebimento da 2ª parcela do recurso do Programa. Isso porque, o pagamento da segunda parcela está condicionado ao preenchimento das informações no sistema de monitoramento e acompanhamento disponível no Sistema PDDE Interativo, até o dia 30 de junho de 2017.

O acesso ao sistema deve ser feito por meio do PDDE Interativo. Na aba intitulada “Novo Mais Educação”, o usuário deve clicar em “Principal” para visualizar o sistema de monitoramento. Ao clicar nessa aba, será redirecionado ao portal criado pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), da Universidade Federal de Juiz de Fora. Se não ocorrer o redirecionamento, é preciso desbloquear os pop-ups na barra de endereços (no canto superior direito do portal).

O MEC alerta ainda que os coordenadores municipais, escolhidos pelas secretarias de educação, terão papel fundamental no acompanhamento da implantação do Programa e no monitoramento de sua execução. Por meio do sistema de monitoramento, os coordenadores validarão os relatórios das escolas e coletarão informações para elaborar relatórios globais de atividades, o que permitirá a avaliação do Programa na sua rede.

Sobre o sistema

O objetivo do sistema é monitorar a execução do programa nas redes e escolas públicas brasileiras, por meio da análise das ações desenvolvidas. Segundo o MEC, as informações coletadas serão objeto de uma pesquisa que possibilitará o acompanhamento e a avaliação das ações, com o intuito de verificar a efetividade do Programa no que diz respeito ao seu principal objetivo: melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no ensino fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes, mediante a complementação da carga horária de cinco ou quinze horas semanais no turno e contraturno escolar.

Leia também: Sistema de acompanhamento e monitoramento do Novo Mais Educação já está disponível (https://goo.gl/eLunem)

Foto: Undime