Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca faz concerto em homenagem aos Beatles

Apresentações gratuitas acontecem nesta quinta, sexta e sábado na Cidade das Artes

A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca, formada por alunos das escolas públicas da Cidade do Rio de Janeiro, apresenta hoje, na Cidade das Artes, o concerto ‘Rio, Comes The Sun’, uma homenagem aos Beatles.

O espetáculo de abertura da temporada de 2018 da OSJC vai reunir no palco 1.100 participantes e reafirma o protagonismo dos estudantes da rede municipal na cena cultural carioca através do Programa Orquestra nas Escolas, criado no ano passado e que tem por objetivo formar 80 mil instrumentistas até 2020.

Tendo como fio condutor o repertório da banda de Liverpool, o espetáculo faz um passeio musical pelos anos 1960 e 1970, evocando as transformações culturais e sociais no Brasil e no mundo nas décadas. Uma viagem sonora e visual de aproximação e integração de gerações através da música.

Sob a regência do maestro Anderson Alves, os jovens instrumentistas da Orquestra vão tocar 14 canções dos Beatles, como ‘Here Comes the  Sun’, ‘Hey Jude’, ‘Ticket to Ride’ e ‘Help’.

O espetáculo ‘Rio, Comes de Sun’ acontece hoje, amanhã (11/5) e sábado (12/5), sempre às 16h, na Cidade das Artes, na Avenida das Américas 5.300, Barra da Tijuca. Entrada franca e em acordo com lotação do espaço.

SOBRE O PROGRAMA ORQUESTRA NAS ESCOLAS E A OSJC

Criado em 2017 pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro por iniciativa do secretário César Benjamin, o PROGRAMA ORQUESTRA NAS ESCOLAS visa a formação de 80 mil instrumentistas na rede municipal de ensino, através do estudo e prática de instrumentos e da vivência musical em apresentações públicas,  bem como a formação de coros, corais e  orquestras, como a OSJC, a de Flautas, a Sinfônica de Jazz e Camerata de Choro, por exemplo.

Oferecida aos estudantes da rede em horários de contraturno e pós-turno escolar, as aulas acontecem atualmente em 22 polos (escolas), todos instalados em escolas das 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), atendendo assim diferentes regiões da cidade. Até o final do ano serão 45 polos  e um total de 35 mil estudantes atendidos. Entre as opções de escolha ao aluno estão violino, viola, contrabaixo acústico, oboé, fagote, trombone, saxofone, violão, bandolim, violoncelo, trompa, cavaquinho, flauta doce, percussão, e canto coral.

A OSJC é parte do  Programa Orquestra Carioca e integra alunos da rede entre 8 e 17 anos  ( do 4º ao 9º ano ) que possuem alguma vivência instrumental e os que já se destacam nas aulas dos polos. Para fazer parte do grupo, os alunos participam de audição e os aprovados passam a ensaiar duas vezes por semana com maestros. Cada integrante da orquestra recebe bolsa-auxílio no valor de R$ 200, além de lanche e vale-transporte. Alunos do 9º ano, quando seguem rumo ao Ensino Médio, têm a oportunidade de se tornar monitores da OSJC e demais orquestras do projeto.

O Programa, coordenado por Moana Martins e que tem como regente o maestro Anderson Alves,  conta com parcerias da UFRJ, do Projeto SOM+EU e  da UniRio, entre outros. Inscrito em leis de incentivo à Cultura, o programa aceita doações, inclusive de instrumentos.

1 Comment

Add a Comment
  1. Até agora esse Prefeito incompetente não fez nada em ralação ao servidor pelo contrário só nos massacra cada vez mais. Estamos na hora de reagimos a essas austeridades quem vêm sacrificando o servidor. Rumo a greve da rede municipal, dia 6 de junho terá nova assembleia para definirmos os trâmites.